A terceira vida do Napster: streaming ilimitado e 5 MP3s por 5$ mensais

Precisamente um mês antes do marca que deu nome ao pioneiro programa de partilha de ficheiros criado por Shawn Fanning comemorar o seu 10º aniversário, a Napster acaba de anunciar um novo serviço de subscrição dirigido aos seus utilizadores nos Estados Unidos que irá permitir escutar via streaming e a pedido um número ilimitado das cerca de sete milhões de músicas que constam do seu catálogo bem como descarregar cinco dessas faixas em formato MP3 sem DRM por apenas cinco dólares ao mês.

Com esta nova oferta, a Napster entra assim na sua terceira encarnação. O nome Napster começou por estar associado ao cliente centralizado de P2P que pela primeira na história permitiu que milhões de internautas espalhados pelo mundo partilhassem ficheiros MP3. É claro que isso enfureceu a indústria discográfica que optou por processar o serviço até à sua morte precoce em 2001 a negociar acordos de licenciamento com a companhia.

Seja como for, isso não foi suficiente para conter o movimento do P2P que acabou por crescer ainda mais com o surgimento de aplicações alternativas como KaZaA, Grokster e Morpheus. Mesmo assim, a RIAA não encontrou dificuldades em encerrar ou controlar esses programas, uma vez que se tratavam de aplicações proprietárias.

Com o passar do tempo, começaram a surgir programas de código-fonte aberto como o eMule e o BitTorrent que eram por isso mesmo mais difíceis de controlar uma vez que não existia uma única empresa que pudesse ser legalmente responsabilizada pelos usos dessas aplicações por parte dos utilizadores.

Enquanto isso e depois de ter sido adquirida pela Roxio, a marca Napster ressurge das cinzas em 2002. Mas agora em lugar de oferecer a partilha grátis e sem restrições de toda a música, o modelo da empresa passa por uma subscrição denominada Napster To Go que por 13 dólares mensais permite aceder a um número ilimitado de músicas protegidas por DRM.

Mas tal como todas as subscrições de downloads ilimitados que nunca conseguiram obter uma grande adesão por parte dos utilizadores norte-americanos, este tipo de oferta acaba por não ter lá muita saída. Daí à inevitável aquisição da Napster pela Best Buy em Setembro de 2008 foi um passo. Esta cadeia de lojas de música e produtos de electrónica acabou por desembolsar 121 milhões de dólares pela empresa.

Esta nova subscrição para o streaming ilimitado por cinco euros mês visa combater directamente tanto a assinatura da Spotify – ainda não disponível tanto nos EUA como em Portugal – que oferece basicamente o mesmo por um preço muito mais elevado de dez euros e sem dar direito aos downloads como o Zune Pass da Microsoft, uma subscrição que por 14,99 dólares mensais permite descarregar músicas à fartazana com o inconveniente de se encontrarem todas protegidas por DRM. O único consolo é que o assinante tem direito a ficar com 10 títulos à escolha em formato MP3 ao fim do mês.

O grande inconveniente que eu vejo na nova proposta da Napster é que ela só permite o streaming das músicas a partir de um computador pessoal ou de um sistema de alta fidelidade com suporte para Wifi como o Sono. Quem quiser escutar música a partir de um telemóvel como o iPhone da Apple será melhor procurar noutro lado. Pelo menos é o que se depreende da entrevista de Christopher Allen da Napster à Billboard. De qualquer forma, a empresa pretende ainda continuar a comercializar a sua subscrição Napster To Go de 13 dólares bem como MP3s individuais por um preço entre 69 cêntimos e 1,29 dólares cada.

(foto de The Pageman segundo licença CC-BY-SA 2.0)

Fonte: http://remixtures.com/2009/05/a-terceira-vida-do-napster-streaming-ilimitado-e-5-mp3s-por-5-mensais/


Deixe uma resposta

Hinweis: Durch Bereitstellung der Kommentierungsfunktion macht sich die Piratenpartei nicht die in den Kommentaren geschriebenen Meinungen zu eigen. Bei Fragen oder Beschwerden zu Kommentaren wenden Sie sich bitte über das Kontaktformular an das Webteam.

Deine E-Mail-Adresse wird nicht veröffentlicht. Erforderliche Felder sind markiert *

three + eleven =

 

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Mais informações

Login

Assinaturas

No Data