“Que parva que eu sou!” (i.e. April Fools')

1000 queixas todos os mesesO Movimento Partido Pirata Português (MPPP), atento como sempre, não pode deixar de reparar nas palavras sentidas de Nuno Pereira, presidente da Associação do Comércio Audiovisual de Obras Culturais e de Entretenimento de Portugal (ACAPOR), quando afirmou que «a associação “é pequena” e não teve “os meios necessários”» para fazer valer a sua promessa de entregar 1000 queixas por mês.

Logotipo Rede TakeDepois de uma pequena consulta o MPPP entende a agonia da ACAPOR, “tomada” de assalto por apenas um accionista, a Rede Take. De facto esta rede de interesses, cuja gerência partilha empresas com uma média de vendas conjunta no mercado interno a rondar o milhão e meio de euros, invoca a memória dos Vampiros de Zeca Afonso… “Eles comem tudo. Eles comem tudo. Eles comem tudo e não deixam nada”.

Com tão poucos meios e sem o apoio das malvadas editoras a ACAPOR tem até de andar a recolher os IP nos swarms de BitTorrent sem dinheiro para adquirir os direitos das obras que partilha, arriscando-se assim a ser apanhada nas armadilhas da IGAC.

Por isso o MPPP encontra-se agora solidário com a ACAPOR e propôs-se a colaborar na apresentação de 2000 queixas mensalmente na PGR, mas apenas em suporte digital, de modo a contribuir para os artistas através da taxa sobre os CD que não é cobrada no papel.

Conhecendo o carinho de Nuno Pereira pelas fotocópias, demonstrado claramente pelas 11 caixas cheias de cópias das 10 folhas com os 1000 IP da primeira queixa, não foi fácil recorrer apenas do argumento de ajudar os artistas criadores. Mas as últimas dificuldades dos tribunais em comprar bens consumíveis, nomeadamente tinta para as impressoras (e fotocopiadoras), acabou por convencer o presidente da ACAPOR das vantagens dos meios digitais.

Também a pensar na precariedade da justiça, esta parceria irá garantir o fornecimento mensal de trabalho aos magistrados dos tribunais e Ministério Público, numa altura de crise para o mercado de trabalho, que, como é sabido, escasseia.

Esta parceria é feita no verdadeiro espírito pirata da partilha e entreajuda a quem dela precisa, o que, aliás, foi prontamente reconhecido. “Como presidente da associação, confesso-me emocionado com esta colaboração e anuncio, desde já, a minha adesão ao movimento e quem sabe, no futuro, uma candidatura à presidência do mesmo.”

The Pirate eBayComo se não bastassem estas boas notícias, foi hoje tornada oficial a aquisição do eBay pela organização por detrás da gestão do site The Pirate Bay (TPB), fruto de um investimento legítimo dos milhares de milhões de dólares obtidos através da publicidade que pode ser visualizada durante a navegação no site. Após a aquisição, os responsáveis do TPB tomaram diversas decisões, entre elas a mudança do nome do site para The Pirat eBay, o reencaminhamento do domínio ebay.com para thepiratebay.org, a reutilização de ferramentas do eBay para melhorar os serviços de partilha já disponibilizados pelo TPB, e a divisão do actual eBay em pequenas companhias para, posteriormente, serem vendidas em leilões.

ACTUALIZAÇÃO: Acabamos de ser informados de que, infelizmente, e por lapso dos nossos recentes parceiros, o CD enviado com as queixas ainda continha vestígios dos dados anteriormente gravados, dados esses que incluíam diversos hits do artista português Pedro Abrunhosa. Relativamente a este lapso, resta-nos apenas apresentar, em nome dos nossos colegas, as nossas mais sinceras desculpas.


Comentários

4 comentários de “Que parva que eu sou!” (i.e. April Fools')

Deixe um comentário

Hinweis: Durch Bereitstellung der Kommentierungsfunktion macht sich die Piratenpartei nicht die in den Kommentaren geschriebenen Meinungen zu eigen. Bei Fragen oder Beschwerden zu Kommentaren wenden Sie sich bitte über das Kontaktformular an das Webteam.

Deine E-Mail-Adresse wird nicht veröffentlicht. Erforderliche Felder sind markiert *

one × 5 =

 

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Mais informações

Login

Assinaturas

No Data